#evitefraturas
Essa oportunidade se encerra em...
05
Dias
05
Horas
56
Min.
10
Seg.

SEJA UM MÉDICO DE EXCELÊNCIA NO TRATAMENTO DE DOENÇA QUE AFETA 10 MILHÕES DE BRASILEIROS.

DOMINE O CONHECIMENTO EM OSTEOPOROSE
E AGREGUE VALOR AO SEU TRABALHO.

  • ACESSO IMEDIATO!
  • 12 MESES PARA ASSISTIR
  • PAGAMENTO TOTALMENTE SEGURO
Imagem
Olá!

Esta é uma oportunidade de agregar muito valor na sua vida profissional. 

Desconhecemos qualquer outra situação semelhante na área da saúde, que de forma rápida e prática, possa agregar tanto valor e abrir tantas portas como esta.
 
Tratar pacientes com osteoporose, que estão na frente de todos, mas ninguém vê, é a maneira mais fácil de você se diferenciar

E isso pode fazer muita diferença na sua carreira... 
Se diferenciar, hoje, é uma necessidade!
 
Mas pense o seguinte... para ter um diferencial, em áreas onde já existem grandes “players” no mercado, normalmente uma coisa é necessária: TEMPO.
 
Ninguém se torna o melhor cirurgião da região de uma hora para outra.
 
Isso exige muita prática, e muito tempo. 

Também exige muita resiliência, ao saber que o aprendizado acontece também nos erros

E principalmente neles.
 
Mas eles doem. Nos geram frustrações. Angústias.
 
Passamos por situações extremamente estressantes, trabalhando em condições nem sempre ideais. 

Fazendo o que se consegue com o que se tem, para no final, sermos remunerados de forma desproporcional ao esforço que fizemos.
 
No fim, se tudo der certo, nos tornamos médicos cansados, sem paciência, sem tempo, fazendo plantões por obrigação e ganhando menos do que achamos que mereceríamos.
 
Isso é duro, mas é a realidade.
 
E a tendência? Você já conhece...
 
Olhe os números desse gráfico...
Imagem
Nos últimos 50 anos, o número de médicos cresceu quase quatro vezes mais que o da população. 

Em 1970, o país tinha 42.718 médicos e uma população de 94,5 milhões de pessoas. 

Em 2020, são mais de 500 mil médicos para 210 milhões de brasileiros. 

No período, o número de médicos aumentou 11,7 vezes, enquanto a população subiu 2,2 vezes.
 
Estima-se que, em 2024, 31.849 novos médicos entrem no mercado de trabalho.
 
Esse contingente previsto é mais que o dobro do número de médicos que se registraram nos CRMs em 2012, que foi de 16.425.

Quer mais? 

É estimado que em 45 anos, o Brasil tenha cerca de 1,5 milhão de médicos para aproximadamente 250 milhões de habitantes.
 
45 anos? Isso é muito tempo... Concordo.
 
Mas esse número não vai aumentar somente quando estiver perto dos 45 anos. 

Nós vamos viver isso todos os dias. 

Na verdade, já vivemos

Empilhar certificados não garantem trabalhar como, onde e com o que se deseja.
 
O mercado de trabalho será cada vez mais concorrido, e a remuneração, cada vez menor.

Está bem, mas... como exatamente a osteoporose pode mudar isso?
 
Por que uma doença tão comum, que qualquer médico com CRM é apto a tratar, pode diferenciar a carreira profissional?
 
 Isso acontece devido ao tamanho da negligência mundial que existe com esta doença tão grave. Os números são absurdos.
 
Fraturas são extremamente prevalentes e caras, no mundo todo.
 
Já sabemos que 50% da incidência da pior fratura de todas, a de quadril, acontece em pessoas que já tiveram uma fratura por osteoporose antes.
 
Mesmo assim, em média, apenas 20% dessas pessoas recebem alguma investigação e tratamento. 

E com certeza, no Brasil, esse número é muito menor.
 
Se esse paciente, onde o diagnóstico é óbvio, ninguém vê, o que sobra para quem ainda não quebrou?
 
Pense no tamanho do GAP que existe no tratamento da osteoporose. 

É muita, muita gente sem tratamento.
 
E a tendência disso? Você também já sabe...
 
De 2012 a 2019, o número de pessoas com mais de 60 anos de idade no Brasil aumentou 29,5%.
 
É estimado que até 2050, mais de 30% da população brasileira tenha mais que 60 anos de idade.
 
Só para ter uma ideia, essa população representava 9,2% do total, em 2018.
 
Esses números vão levar ao absurdo de termos 1 fratura de quadril a cada 2,6 minutos no Brasil.
 
Diante de todas essa informações, não resta a menor dúvida de que o envelhecimento populacional deve estar no topo das prioridades dos gestores de saúde no Brasil, e dos médicos.
 
No mercado da saúde suplementar, as operadoras que ainda não despertaram para esta realidade estão colocando em risco não apenas o bem estar futuro dos seus beneficiários, mas também a sustentabilidade financeira do negócio ao longo do tempo.
 
Priorizar a abordagem preventiva e investir em programas de promoção da saúde direcionados ao público de terceira idade é hoje uma necessidade, muito mais que uma tendência.
 
E a osteoporose?
 
Pois dizemos a você... o custo da osteoporose é maior do que o de infarto, AVC e câncer de mama.
 
Mas as fraturas podem ser evitadas, em grande porcentagem, se tratadas agressivamente.
 
Isso se prova eficaz em vários serviços do mundo, com abordagem sistemática de prevenção.

E isso diminui muito o custo da doença.
 
E perguntamos a você... Quantos planos de saúde que você conhece tem programas para reduzir fraturas?
 
Muito poucos. Quase nenhum...
 
Hoje no Brasil, são apenas 44 serviços de prevenção secundária de fraturas cadastrados no programa capture-the-fracture, da IOF.

Ainda, quanto médicos referência em osteoporose você conhece?
 
No país? Na sua cidade? Onde você trabalha?
Eles existem, mas são raros.
 
Você pode pensar que todos tratam osteoporose. Que não precise de nada muito específico...
 
Mas isso não é real. 
A maioria dos médicos, não trata.
 
E quem trata, em um número expressivo das vezes, trata superficialmente. 
Vemos isso todos os dias...
 
Não podemos prevenir fraturas superficialmente... Isso não é mais aceitável.

Foi tudo isso que fez com que nós, Vinícius Kuhn e André Inácio, nos dedicássemos ao tratamento da osteoporose, e hoje, coordenamos serviços de prevenção avaliados como padrão ouro pela IOF, e somos referência onde trabalhamos.

Tratar osteoporose é um meio para diferenciar você como profissional, de forma rápida.
 
É um nicho de trabalho com horário marcado, eletivo, onde temos controle da nossa vida.
 
Pode caminhar junto com qualquer outro serviço que você oferece hoje, como algo adicional.
 
Pode também ser a sua única área de atuação, se quiser. Já que paciente é o que não falta.
 
Você ainda pode criar um serviço de prevenção de fraturas. Algo ainda raro no Brasil.
 
Um plano de saúde, que não aceite uma proposta de implantação de um serviço desses deixará dinheiro na mesa, pra não dizer outra coisa. 

Esse é o presente. E hoje, faltam profissionais com capacidade para coordenar esse tipo de serviço.
 
Tratando osteoporose com excelência, você inevitavelmente se torna referência, de pelo menos, muitos pacientes. Mas pode ser muito mais que isso se você quiser.
É natural de quem chegar primeiro. E você pode ser o primeiro. É só querer.
 
Não é preciso comprar aparelhos, contratar funcionários e auxiliares. Iniciar esse tipo de atendimento não tem custo e pode ser realizado em qualquer lugar.
 
O maior problema nesse momento, é a pergunta: por onde começo?
 
A resposta que tivemos ao iniciar foi:
 
- Comece comprando o livro X, e lendo os artigos Y e Z. Vá nos congressos tal e tal.
 
Fizemos isso.
Mas faltava algo. 

Para ter um entendimento sólido, e diminuir as dúvidas e preocupações, foi necessário ler muito mais do que isso. 

Precisamos ler livros que até então achávamos que nunca mais veríamos após terminar a faculdade.

Tudo isso, por que a bibliografia em osteoporose alterna abordagens extremamente complexas, e abordagens insuficientes.
 
O estudo fica lento. E provavelmente é aqui que muitos desistem.
 
Alguns assuntos não existem nas referências tradicionais, mas são necessários para a vida prática.
 
Há referências, que sinceramente, acreditamos que nem mesmo quem escreveu entendeu o que estava escrevendo. Textos sem ordem, sem didática.
 
Nós não concordamos com esse modelo. O aprendizado não precisa ser difícil. Não precisa ser complicado.
 
Quem ensina e escreve, tem a função de facilitar. Apesar disso, não é raro vermos pessoas complicando o conhecimento, parecendo querer valorizar o que sabem.

Tudo isso chegou a um ponto final. 

Não era somente nós que víamos toda essa situação.
 
Resolvemos então, não aceitar mais todo esse cenário.
 
Não conseguimos mais aceitar ver uma doença negligenciada e não fazermos algo além do nosso trabalho.
 
Ver que outros médicos podem até querer trabalhar com osteoporose, mas não sabem por onde começar...
 
E ver a bibliografia deixando alguns buracos difíceis de serem preenchidos.

Resolvemos assim, de forma independente, fazermos a nossa parte.
 
E você tem a oportunidade de participar a partir de agora do treinamento que produzimos. 

Do curso Osteoporose Baseada em Evidências. 

Para aprender osteoporose e aprender a trabalhar com osteoporose da forma mais rápida e direta possível.

O curso foi recentemente avaliado e recebeu o endosso científico da International Osteoporosis Foundation - IOF, a maior entidade não governamental de osteoporose do mundo. 

As inscrições ficarão abertas somente até o dia 08 de agosto. 

Este é o período que você tem para dar esse passo importante e se diferenciar.
 
Garantindo sua vaga agora, você receberá todo material que realmente precisa saber para a prática médica. Sem enrolação. Sem conflitos de interesses.
 
Afinal, ninguém gosta de ler assuntos desnecessários. Muito menos com informações incompletas e enviesadas. Temos um compromisso com a verdade e com a ciência.
 
Tudo estará reunido em 1 só lugar, de forma online, em formato de vídeos em plataforma segura. 

Você terá 12 meses para poder assistir quantas vezes quiser. 

Sem precisar ficar pesquisando em várias referências científicas, lendo várias vezes as mesmas informações para, talvez, encontrar a resposta que procura. 

Tudo estará acessível. 

Até mesmo o que não se encontra nos livros.

Este treinamento, era exatamente o que queríamos que existisse quando começamos. 
Teria nos poupado muito tempo. 
E não há nada mais valioso que o seu tempo.

Imagine quanto tempo leva para realizar uma residência médica, uma especialização. 

Quanto dinheiro se gasta. Muitas vezes ficando longe da família...
 
Para se tornar referência em osteoporose, você precisa apenas 2 coisas:
Primeiro, querer
E segundo, estudar.
 
Não podemos querer para você. A oportunidade é clara e real. 

A decisão de não querer ter segurança ao tratar, e possivelmente se tornar referência em osteoporose será exclusivamente sua.
 
Para o segundo quesito, pode parecer estranho. Mas já estudamos para você.
E foi muito.
 
Você só precisa agora, consumir o que esmiuçamos. 

O curso Osteoporose Baseada em Evidências.
 
É nossa vontade e obrigação fazer você dominar a osteoporose. Nós queremos isso.
 
E você vai. Basta seguir o caminho que construímos.
 
O acesso às aulas do curso se dará por módulos. Organizamos de uma forma que torne o aprendizado agradável. Sem iniciar pelas partes potencialmente mais difíceis.
 
Os módulos vão ser liberados progressivamente. Você não terá a preocupação de ter muitos conteúdos pra assistir de uma vez só, nem pressa para terminar.
 
Iniciaremos com aulas sobre a importância da osteoporose. Ter a visão macro, faz com que pensemos melhor na doença, e no tratamento de nossos pacientes.
 
Veremos como funciona uma consulta, e o passo a passo dela. O que precisamos saber, perguntar e analisar.
 
Revisaremos toda a fisiologia óssea e mineral, de uma maneira simples, sem a linguagem complexa que nos habituamos a ver em livros. Para saber o que realmente precisamos.
 
Após, serão entendidas as causas de perda óssea e osteoporose, para a partir daí planejarmos o tratamento adequado, revisando as medicações, aspectos nutricionais e físicos.
 
E ainda, aprenderemos o que fazer quando as coisas saem do trivial. No que chamamos de “e se...?”
 
Tudo isso, fará com que você atue no tratamento da osteoporose com tranquilidade e segurança.

Se inscrevendo no curso, você ainda receberá alguns bônus extras.
 
- Um passo a passo para montar um FLS. Do zero. Se quiser montar seu próprio serviço de prevenção de fraturas, terá o caminho. 
Ainda, podemos ajudar você pessoalmente, de forma individualizada.
 
- Se quiser apresentar seu serviço a um plano de saúde, hospital ou clínica, lhe mandamos uma apresentação em powerpoint pronta, com o conteúdo necessário para a apresentação.
 
- Comunidade fechada no Facebook e Whatsapp. Local para discutir casos, tirar dúvidas e debater osteoporose entre todos.
 
- Forneceremos materiais para seu consultório, de orientações para pacientes, entre outros. Basta você colocar sua marca e imprimir.
 
- Assim como um modelo de prontuário padrão. Onde no futuro, poderemos inclusive organizar trabalhar multicêntricos.
 
- Um arquivo com lista de alimentos e seus conteúdos de minerais e vitaminas de interesse na osteoporose. Arquivo este inexistente em planilhas prontas na internet.
 
Tudo isso, para facilitar a sua vida.
 
E quanto vai custar para ter acesso ao curso?
 
Entenda que como o treinamento que estamos abrindo hoje, não há nada parecido, assim, relacionado ao tratamento da osteoporose. 

Realmente, pela qualidade do conteúdo, poderíamos cobrar bem caro.
 
Mas essa não é nossa intenção. 

Queremos que muitas pessoas atuem nesta área. 

Temos a intenção de democratizar esse conhecimento. 

Gostamos que outros profissionais queiram fazer o que fazemos. 

E isso fará também, um bem enorme à sociedade.
 
Só pra você ter uma noção, existem muitos cursos oferecidos na internet na área médica.
 
Você pode estudar canabis medicinal, por exemplo, por 11.920,00 reais.
 
Cursos presenciais também são muito realizados. E só de passagens e hospedagens, já exigem um bom investimento.
 
Na osteoporose, queremos que seja diferente...
 
Você pode ter acesso ao curso Osteoporose Baseado em Evidências por 12x de R$ 369,16 ou à vista, por R$ 3789,00.

E atenção: você pode usar o cupom OBE10, e caso seja um dos 10 primeiros inscritos, ganhará ainda 10% de desconto.

Esse é o valor para ter acesso a um material exclusivo, que possibilitará que você trate com segurança uma doença extremamente prevalente.
 
Isso é menos da metade do valor de 1 mês de faculdade, hoje em dia – nas mais baratas.

Ou equivalente a 1 consulta particular por mês, em média.
 
Um valor muito abaixo do valor que o conhecimento adquirido através do curso irá agregar à sua carreira. 

Muito mesmo.
 
Ainda, você não precisará se comprometer financeiramente neste primeiro momento.
 
Poderá acessar o curso por 15 dias, assistir as aulas disponibilizadas e tirar dúvidas.
 
Se após 15 dias, você achar que o curso não é para você, nos avise, que devolveremos seu dinheiro integralmente. Sem questionamentos.
 
Por isso, não há risco nenhum em você conhecer o curso.
 
Queremos que tudo seja aproveitado da melhor maneira possível, por quem realmente tenha total interesse.
 
Sabemos do potencial deste treinamento. 

Você vai dominar o tratamento da osteoporose.
 
Dizemos isso com toda a certeza. 

E colocamos nosso próprio trabalho como garantia.
 
Se você chegar ao fim do período de treinamento, e não tiver segurança ao tratar pacientes com osteoporose, nós lhe daremos acesso vitalício ao material.
 
Simples assim. 

Basta nos mostrar que fez a sua parte.
 
Confiamos no processo e no conteúdo.
 
Após a conclusão do seu cadastro, você receberá os dados de acesso por e-mail, e poderá acessar o curso imediatamente.

"Mas... se vocês querem tanto ensinar, e que o nicho da osteoporose se desenvolva, por que cobram pelo curso? Por que não fazem gratuito?"
 
Fazer este material não foi fácil. 

Deu muito, muito trabalho mesmo. 

Foi mais de um ano preparando tudo. 

É um material que não existe em lugar nenhum. 

Não seria justo, não sermos recompensados por isso. 

E dizemos com toda honestidade, o valor deste treinamento não chega aos pés do que você poderá construir com o conhecimento adquirido.

Quer um último motivo para garantir sua vaga agora mesmo?
O curso se paga em um curto intervalo de tempo.
O conhecimento que você irá adquirir, lhe trará muitos pacientes mais rápido do que você imagina.

Por isso, não perca tempo.
Vem com a gente.
Te esperamos do outro lado.

“Este produto não substitui o parecer profissional. Sempre consulte um profissional da saúde para tratar de assuntos relativos à saúde.” 

Imagem